Languages

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Velho Corvo



Sérgio Maggio

O meu grande medo de envelhecer não é enrugar meu corpo nem envergar a meu esqueleto, perder a sanidade mental ou a capacidade física. 

O meu grande medo de envelhecer é deixar de ser humano, perder a sensibilidade para com o outro, me tornar capacho do meu ego cego e tirano. 

É ficar parecido com a metáfora do corvo, que sobrevoa alto à espera dos corpos caídos. É se alimentar daquele sabor de carne morta e saborear o triunfo quando o que incomoda jazz eliminado. 

Se for assim, desisto, prefiro não envelhecer...

2 comentários:

Carlos Sá disse...

Uau, amei profundamente

Júnia Mello disse...

Os Corvos precisam ser espantados, atiçados a voar para outros campos.