Languages

terça-feira, 3 de abril de 2012

O blog A última canafístula

Conversas de Cafetinas - Sérgio Maggio



Esse livro pra mim foi uma grata surpresa. Esperava ver uma história bem chula, mas não. Ao invés disso, encontrei oito histórias de diferentes mulheres que, por não terem outra opção, juntaram-se ao mundo obscuro da prostituição.

O jornalista baiano que montou o livro mostra a história de oito cafetinas diferentes que ele entrevistou. Oito mulheres reais, com histórias tão reais quanto dolorosas. É claro que vemos exemplos como o de Bruna Surfistinha e também da protagonista do filme de Buñuel que se prostituíam por sua própria vontade ou até mesmo por prazer. Mas a maioria das mulheres que entra nesse mundo simplesmente o fez porque não teve outra opção. E é a história dessas mulheres que conhecemos no livro.

Apesar de contar diversas histórias, o livro é relativamente curto. Cada personagem teve aproximadamente cinco páginas para resumir sua vida. Mesmo com tão pouco espaço, podemos sentir o sentimento de muitas delas impressas ali: em sua maioria o conformismo, a tristeza. Em algumas outras, alguma ponta de esperança. A narrativa me ajudou a quebrar vários preconceitos que eu tinha, muitas visões errôneas que eu tinha dessas mulheres e a criar um novo olhar sobre esse mundo. Percebemos que elas são tão humanas quanto nós, que possuem sentimentos e sonhos como qualquer outra pessoa normal, apenas se perderam no rumo da vida e infelizmente chegaram a esse doloroso caminho.

O autor do livro percorreu ruelas de Salvador e diversas cidades do interior da Bahia em busca dessas histórias. Ele também relata a dificuldade que teve para se aproximar dessas mulheres, a desconfiança, a insegurança, o receio... Enfim, eu achei o livro muito bom, mesmo. O autor teve muito trabalho para conseguir reunir essas histórias e depois montá-las num livro. Confesso que o resultado ficou ótimo. As histórias dessas oito mulheres são muito interessantes e sem dúvida vale a pena a leitura, tanto para compreender um pouco melhor esse mundo quanto para rever nossos próprios conceitos.

Eu só não dei cinco estrelas pra este livro porque não curti muito bem o texto teatral que o autor fez no final do livro com as personagens das quais ele contou a história. Achei bem desnecessário, o livro poderia ter ficado sem isso. Ficou meio sem nexo misturar essa história fictícia com as histórias reais dessas mulheres. Mas tirando isso, não tenho o que reclamar.

Infelizmente esse livro ainda não é muito conhecido. Eu nunca tinha ouvido falar do autor e da editora antes de pegá-lo em mãos, mas que bom que resolvi dar uma chance a esta história. Não me arrependi em momento algum.

Leitura recomendada!

Nenhum comentário: