Languages

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Cabaré das Donzelas Inocentes no Palco Giratório



Salão em festa

Com duas sessões no Palco Giratório, Cabaré das Donzelas Inocentes comemora público de mais 5 mil pessoas em seis estados e DF

Depois de percorrer 22 mil quilômetros passando com sucesso de público e crítica por cinco capitais (Recife, Salvador, Cuiabá, Belo Horizonte e Goiânia), o Cabaré das Donzelas Inocentes comemora o fim da itinerância do Prêmio Myriam Muniz no Palco Sesc Giratório. Segunda-feira (25/07) e terça (26/07), às 20h, no Sesc Garagem (913 Sul, China, Saiana, Cabeluda e Menininha ocupam o palco para celebrar projeto iniciado em novembro de 2009 e visto por mais de 5 mil pessoas em seis estados e DF.
Criada a partir de pesquisas com donas de casa de prostituição da Bahia, a montagem brasiliense Cabaré das Donzelas Inocentes narra o convívio de quatro mulheres que habitam um bordel onde não entra mais nenhum homem. Aos poucos, elas desfiam lembranças que misturam dores e prazeres num texto resultado de uma pesquisa de 11 anos do dramaturgo e jornalista Sérgio Maggio, que lhe rendeu o Prêmio Jabuti 2010, pelo livro Conversas de Cafetinas (Arquipélago Editorial), na categoria Reportagem. “É um texto bastante universal, apesar do recorte em torno da prostituição. São quatro prostitutas, que antes de tudo, são mulheres.”, observa.

Em cena, estão quatro das melhores atrizes de Brasília. Catarina Accioly, Carmem Moretzsohn, Adriana Lodi e Bidô Galvão passeiam por um universo feminino marcado tanto pela repressão, quanto pela liberdade. A direção é de Murilo Grossi e William Ferreira (que também assina o cenário, levando o espectador a se sentir voyeur da cena). De Belo Horizonte, a peça segue para Goiânia.

Vencedora do último Prêmio Myriam Muniz para circulação Centro-Oeste, a montagem segue amadurecida por generosa temporada de cinco semanas com filas de espera e sessões extras no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde inaugurou o Teatro II em novembro de 2009. Passou também pelo Cena Contemporânea Festival Internacional de Teatro 2010 e Festival Nacional de Vitória 2010, onde se apresentou no histórico Teatro Carlos Gomes, no Cine Teatro de Cuiabá, no Teatro Armazém de Recife, no Theatro XVIII, em Salvador e na Funarte, em Belo Horizonte. “Recebemos sete indicações ao Prêmio Sesc de Teatro Candango — melhor espetáculo, trilha sonora (Sérgio Maggio e Alex Souza), figurino (Marcus Barozzi), iluminação (Dalton Camargos) e atriz (Adriana Lodi, Bidô Galvão e Carmem Moretzsohn). Ganhamos o troféu de melhor atriz para Carmem Moretzsohn (Minininha) e fomos classificados para a mostra local do Palco Giratório 2011”, conta a produtora Maíra Carvalho.
CABARÉ DAS DONZELAS INOCENTES Dias 25 e 26 de julho, às 20h,no Sesc Garagem (913 Sul ). Entrada franca. Não recomendado para menores de 16 anos.

Nenhum comentário: