Languages

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Tá vindo aí



Foto de Anderson Brasil

Notícia publicada no http://agenda.debrasilia.com/

O Centro Cultural Banco do Brasil Brasília apresenta a estreia nacional de Cabaré das Donzelas Inocentes, que discute a condição feminina por meio da história de quatro prostitutas encerradas num bordel.
A montagem reúne profissionais de destaque do teatro brasiliense.Cabeluda, China, Minininha e Saiana poderiam ter servido de inspiração para a música Samba da Benção, de autoria de Vinícius de Moraes e Baden Powell. As quatro têm “qualquer coisa além de beleza, qualquer coisa de triste, qualquer coisa que chora, qualquer coisa que sente saudade”. Mas a semelhança delas com o universo feminino comum termina aí: China é cafetina; Cabeluda, Minininha e Saiana, prostitutas. Todas trabalham no mesmo bordel, esquecido de todos. Sobre a vida dessas mulheres versa a peça Cabaré das Donzelas Inocentes, que será encenada no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, com estreia nacional marcada para o dia 12 de novembro e temporada, de quinta a domingo, até 6 de dezembro.“Elas trabalham num bordel decadente onde quase não entram mais homens. Fisicamente, são apenas elas em cena, mas, ao abrirem as memórias, o palco é povoado de tipos”, conta o jornalista e dramaturgo Sérgio Maggio, autor da obra. A ação se passa em local e data indefinidos. “São universais, podem estar em qualquer lugar do mundo”, completa.
Resultado de uma pesquisa que atravessou 11 anos (em Salvador e em Brasília), a peça não reflete um universo estereotipado do mundo da prostituição. “O texto não explora o fato de serem prostitutas, mas de serem mulheres, com seus dramas pessoais. Mulheres que compartilham o mesmo ambiente. A prostituição é o pano de fundo”, afirma Murilo Grossi, que assina a direção da peça, junto com William Ferreira.Calcada no talento de profissionais de destaque no cenário cultural de Brasília, Cabaré das Donzelas Inocentes é marcada por estreias: é a primeira peça escrita por Maggio, crítico, professor e pesquisador de teatro, e o batismo na direção do experiente ator Murilo Grossi, um dos ícones atuais do teatro local, veterano de filmes e com participações pontuais na televisão. Welder Rodrigues (da Cia. de Comédia Melhores do Mundo) assina a arte gráfica do espetáculo.
No palco, Adriana Lodi, Bidô Galvão, Carmem Moretzsohn e Catarina Accioly, quatro das mais importantes atrizes do Distrito Federal, representam duas gerações do teatro brasiliense. Juntas, trabalharam em montagens como Os Demônios, de Antonio Abujamra e Hugo Rodas. A amizade da equipe ajuda Grossi a controlar a ansiedade natural. “Nesse ambiente, vejo a oportunidade de iniciar o trabalho na direção de forma menos traumática. E tenho 30 anos de carreira. Absorvi tarimba”, conta o diretor.
William Ferreira conhece de perto a experiência. Ele já dirigiu e atuou na concepção cênica de peças consagradas em Brasília, como Cartas de um Sedutor, melhor montagem do ano (2000) pela crítica – em que, diga-se de passagem, Grossi foi premiado como melhor ator –, e A Obscena Senhora D., em parceria de direção com Catarina Accioly, espetáculo que recebeu o Prêmio SESC do Teatro Candango em duas categorias: melhor espetáculo e melhor iluminação.
Ficha Técnica:
Espetáculo: Cabaré das Donzelas Inocentes
Direção: Murilo Grossi e William Ferreira
Dramaturgia e pesquisa musical: Sérgio Maggio
Elenco: Adriana Lodi, Bidô Galvão, Carmem Moretzsohn e Catarina Accioly
Figurino e Maquiagem: Marcus Barozzi
Cenário: William Ferreira
Iluminação: Dalton Camargo
Trilha: Alex Souza
Produção executiva: Maíra Carvalho e Dani Façanha
Produção: TMTA Comunicações
Coprodução: Coletivo Sala de Estar
Arte Gráfica: Welder Rodrigues
Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 16 anos.


Serviço:
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília – SCES, Trecho 2, Lote 22. Data: de 13 de novembro a 6 de dezembro, de quinta a sábado, às 21 horas e domingo, às 20 horas. Preço: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (para professores, estudantes, pessoas com mais de 60 anos e correntistas do BB). Os ingressos começam a ser vendidos dia 8 de novembro.

Informações:
Telefone: (61) 3310-7087




2 comentários:

Cássia Nunes disse...

Parabéns, Sérgio Maggio, li o livro e achei o texto dramático sensacional

Santiago Serrano teatro disse...

Meu coraçao vai estar com vocês!!!!!
Adoro o autor e as atrizes.
Merdaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa