Languages

sábado, 19 de setembro de 2009

Fim do Inverno






Pulei de frio




Tremi de êxtase




Bate queixo




Ninguém viu a neve que gelou meus ânimos




Sonhos em blocos de gêlo




Fiz um boneco com os flocos de lágrimas que caíram dos meus olhos




E o sol que se encolheu para sempre




Deixei pegadas profundas




Se quiser me achar, estou ali




Congelado para a eternidade




Nenhum comentário: