Languages

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Maestro Miguel Rubio Zapata


Fotos de Tainá Azeredo

Dono de uma generosidade, o maestro Miguel Rubio Zapata foi uma das figuras mais entusiastas da IV Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo. Ele explica que, para sua concepção de cena, é muito mais um coordenador que diretor.



- O trabalho vem dos atores. São eles que trazem o material para eu organizar em uma dramaturgia de ações, conta.



Hoje, um dos grupos mais importantes da América Latina, Yuyachkani desenvolve uma dramaturgia coletiva em filosofia de valorização do ator. Miguel Rubio Zapata conta que, em primeiro lugar, é necessário que cada intérprete conheça o outro para depois se apresentar ao espectador. Exímios, eles arrancaram aplausos, suspiros e lágrimas.


As atrizes Rebeca e Teresa Ralli foram alçadas como divas, que ao contrário da personagem (uma musa peruana que se vendeu à indústria cultural), trazem em si toda a identidade e memória de mulheres peruanas, andinas, latino-americanas.

Um comentário:

Samira Reis disse...

Miguel Rubio Zapata é um homem doce de ideias transformadoras. Tive a honra de assistir á palestra dele em Lima.