Languages

terça-feira, 31 de março de 2009

Drops de mestres IV

“O meu trabalho já vem de algum tempo se tornando cada vez mais e mais simples. E a simplicidade é algo que você pode almejar durante anos e anos. É algo que vai se tornando cada vez mais difícil. Há muito tempo, abandonei toda e qualquer forma de teatralidade. Hoje, eu sei que o puro e o simples tocam o espectador. É nisso que estou interessado.”
Peter Brook

2 comentários:

renataem disse...

Adorei esse drops. Pra mim, o melhor de Peter Brook está em O ponto de mudança. A definição dele de direção nesse livro é modesta e direta. Beijinhos!!

Emerson Jorge disse...

O Drops mostra que a teatralidade não está em parafernálias de cenário, figurino, luz. Pode-se extrair da palavra, do gesto, da ação. Assim é Peter Brook