Languages

domingo, 9 de novembro de 2008

Que Teatro!



Foto. Beti Niemeyer/Divulgação


Sexta, fui a primeira vez ao Teatro Sesc Ceilândia assistir ao bom espetáculo O Homem inesperado, com Nicette Bruno e Paulo Goulart dando show de interpretação e controle dos tempos de humor.

O Sesc ergueu no DF um dos melhores teatros do país. Ciceroneado por Rogero Torquato, conheci a caixa cênica, as cabines (que mesa de som, que mesa de luz), a coxia, com sistema eletrônico para erguer as varas.

É libertária essa sensação de sair do Plano Piloto para assistir a um espetáculo que só vai passar no Sesc Ceilândia. Me senti menos burguês, mais humano.


O teatro estava lotado, gente diversa, bonita.


E a montagem é um deleite pela modernidade das interpretações. Com a maturidade de quem ajudou a erguer o teatro brasileiro, Nicette e Paulo são dois meninos em cena, tão qual é o frescor com que encarram um texto cheio de armadilhas.
Merece uma temporada maior, lá mesmo na Ceilândia!

3 comentários:

Lucy Mary disse...

Temos que espalhar teatros pelo Gama, Samambaia, Riacho Fundo, Recantos das Emas, Planaltina

Samanta F disse...

Legal e sincera essa sua confissão de se sentir menos burguês ao caminhar para Ceilândia. Gostei muito desses posts sobre o Prêmio Sesc

Sandra Pereira disse...

Meu Deus, não sabia que a Ceilândia tinha um teatro... Qual é o endereço?